The M+G+R Foundation

O AVISO DE S. PAULO

miguel de Portugal repete-o agora


OBJECTIVO

O objectivo deste documento é relembrar, actualizar e aplicar aos dias de hoje o aviso de S. Paulo o qual foi mal interpretado através dos séculos. Um aviso que foi usado para enfraquecer a Fé dos filhos de Deus.


PAINEL DE FUNDO

Em 1 Coríntios S. Paulo avisa do seguinte modo:

(7:26-28) Julgo pois que, em razão da instante necessidade é bom para o homem permanecer assim. Estás ligado a uma mulher? Não procures separar-te. Estás livre de mulher? Não procures mulher. Mas, se casares, não pecas; e se a virgem se casar, não peca. Todavia, esses tais terão tribulações na carne e eu queria poupar-vos a elas.

(7:29-31) Digo-vos, porém, irmãos, que o tempo é breve. O que importa é que também aqueles que têm mulheres vivam como se não as tivessem; os que choram, como se não chorassem; os que alegram, como se não alegrassem; os que compram, como se não possuíssem; e os que se servem do mundo, como se dele não se servissem, porque a aparência deste mundo passa.

Outras versões da Bíblia utilizam as frases "angústias presentes" , "estes terão de suportar as tribulações corporais" e "o tempo se abrevia". Tão severas como as usadas anteriormente.

O consenso geral de "os tão sábios teólogos"  serviu para recusar tudo o que S. Paulo disse associado a tão urgentes advertências, porque acreditaram que tinha sido outro aviso fracassado àcerca das tribulações que iriam preceder a Segunda Vinda de Nosso Senhor.

Paulo afirma claramente no texto completo de tais advertências [1 Coríntios 7: 26-35] que não seguindo esta chamada urgente não é considerado um pecado mas que seria uma boa ideia segui-la.

Porquê? Porque era o melhor naquele tempo, em preparação para o que estaria para vir, concentrar-se nas coisas de Deus e não se deixar envolver nas coisas normais do dia a dia.

Mas porquê então? Isto é o que Paulo responde ( no passado ) e o que miguel de Portugal repete hoje: "...digo isto no vosso próprio interesse e não para vos estender uma cilada, mas tendo em vista o que é digno e próprio para vos unir ao Senhor, sem desvios."


PORMENORES

A primeira carta de Coríntios foi completada no ano 57 A.D. ... 13 anos antes dos Romanos arrasarem o Templo e Jerusalém e expulsarem os Judeus pelos quatro cantos do mundo conhecido (de onde começaram a voltar muitos séculos mais tarde após a II Guerra Mundial).

Paulo não se enganou. Ele não anunciou erradamente a Segunda Vinda de Nosso Senhor. Sabendo, ele, quais as tribulações que esperavam o Judaísmo e o Cristianismo (mesmo na sua infância) pensou ser apropriado divulgar os avisos, porque diminuindo a atenção das pessoas nas questões mundanas e advertindo-as para concentrarem a sua atenção nas questões de Deus, os seus sofrimentos podiam ser minimizados.

Não lhe parece isto familiar? Será, se estiver familiarizado com as advertências da The M+G+R Foundation, porque essa é precisamente a nossa função nestes tempos.


CONCLUSÃO

Esperançosamente, o crente pode agora perceber que Paulo não estava a dramatizar algo que não pararia de acontecer por cerca de 1950 anos. Ele estava a avisar so da aproximação do tempo em que o Templo e Jerusalém seriam arrasados e a perseguição/diáspora do povo de Deus começaria.

Agora, miguel de Portugal, em Nome de Deus, retoma tais exortações com dois suplementos.

Agora...

(a) O céu está atribuindo "necessidades"  /  "angústias" /  "tribulações"  associada com a Segunda Vinda de Nosso Senhor Jesus Cristo e o Fim dos Tempos, para o qual  "o tempo é curto"; e

(b) Se compararmos o sofrimento que espera a humanidade e os Cristãos especificamente, com o que os Judeus sofreram em 70 A.D., será como se eles tivessem efectuando um passeio tranquilo e reconfortante.



EPÍLOGO

Eu, miguel de Portugal desejo glorificar a Deus, e confesso ao crente que estou a divulgar este aviso porque Deus Quer e o meu amor por Ele exige que o faça. Entregue aos meus próprios planos e misérias e tendo continuamente suportado a recusa doentia da maior parte dos alegados Cristãos, confesso honestamente: "Não gastaria o meu tempo a divulgar este aviso."

Contudo, o amor pede que a humanidade seja alertada que Paulo não estava errado; que estava certo então, e que cada um de vós deverá prestar atenção a esse aviso, relembrado e actualizado para vós hoje, mais ainda do que no tempo de Paulo.

Fica garantido vós não tereis o luxo de esperar 13 anos como foi avançado em Coríntios; o vosso "período de 13 anos" está perto do fim.

Que o Espírito Santo de Deus Guie todos os vossos passos. Asseguramo-vos que sem isso, a vossa esperança estará perdida.


© Copyright 2004 - 2015  pela The M+G+R Foundation. Todos os dereitos reservados. Não entanto, você pode livremente reproduzir e distribuir este documento, sempre e quando: (1) Referência apropriada é feita sobre a sua origem; (2) Nenhuma modificacão é feita ao texto sem prévia autorização escrita; e (3) Não haja recebimento de quantias pelo mesmo.

The M+G+R Foundation
Sobre Nosotros  y  Preguntas Frecuentes sobre Nosotros


Outros Documentos Relacionados:

A REALIZAÇÃO DE UM GOVERNO UNIVERSAL E O SEU FIM

ORDEM DE SUCESSãO DOS ACONTECIMENTOS -  Que Nos Indicarão A Proximidade Do Fim Dos Tempos

A Armadilha de Uma Religião Universal

Um cometa baterá a Terra - Outra vez? (em Inglês)

Datas chaves das Guerras de Mundo I e II e seu relacionamento às mensagens e aos avisos do ceu (em Inglês)


HOME PAGE - Português HOME PAGE - Inglês

HOME PAGE - Espanhol


HOME PAGE de Emergência


Future Use

Note se faz favor:
Se as imagens datadas acima não aparecerem neste documento, isso significa que não está perante o documento original dos nóssos servidores. Deve ter razão para duvidar da autenticidade deste documento, recomendamos então que, de novo, procure acesso ao nósso servidor e click "Refresh" ou "Reload" do seu Browser para ver o documento original.

Se desejar contactar The M+G+R Foundation, Clique aqui se faz favor, e siga as instruções.